SELEÇÕES

http://wordschool.blogspot.com/

OFERTAS FANTÁSTICAS

terça-feira, 17 de julho de 2018

LEITURA - MEDO DE CAIR


LEITURA
MEDO DE CAIR

Ora, Aquele que é poderoso para vos guardar de tropeços e para vos apresentar com exultação, imaculados diante da Sua glória, ao único Deus, nosso Salvador, mediante Jesus Cristo, Senhor nosso, glória, majestade, império e soberania, antes de todas as eras, e agora, e por todos os séculos. S. Judas 24 e 25.

Aninhado num penhasco de cem metros de altura, em Portugal, encontra-se um velho mosteiro. Em 1946, meus pais visitaram aquela impressionante estrutura enquanto esperavam vistos de entrada para Moçambique, então uma colônia portuguesa. Para chegar ao topo, mamãe e papai tiveram de ser amarrados a uma grande cesta de vime. Vários monges os içaram por uma roldana e uma corda presa à cesta.

Conta-se que uma vez um turista, tendo-se acomodado confortavelmente na tal cesta para o precário passeio, perguntou a um dos monges com que freqüência a corda era substituída. "Toda vez que ela se rompe", respondeu o monge.
Se nossa vida depende de algo ou de alguém, queremos ter a certeza de que essa pessoa ou coisa não nos vai deixar "cair" num momento crítico. Assim é a nossa natureza.

Nada de origem humana poderá manter-nos em pé para sempre. Mas no âmbito espiritual há Um que pode, se Lho permitirmos. A promessa é segura: "O Deus eterno é a tua habitação, e por baixo de ti estende os braços eternos." Deut. 33:27.

http://jesusvoltara.com.br/meditar/61_medo_de_cair.html

MAGAZINE SHOPBLUES






LEITURA - COISAS DE DEUS


LEITURA
COISAS DE DEUS

Tudo o que Deus faz é bom !
 Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não  acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito
que sempre lhe lembrava dessa verdade. Em todas situações dizia:
 -- Meu Rei, não desanime, porque Deus é bom !
 Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu
matar o animal, porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.
 O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu
servo, perguntou a este:
 -- E agora, o que você me diz? Deus e bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu
dedo.
 O servo respondeu:
 -- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem!
 O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.
 Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva. Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.
 Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de jubilo, o ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vitima, observou furioso:
 -- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso!
 .......Falta-lhe um dedo!"
 E o Rei foi libertado. Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença.
 Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:
 -- Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande duvida:
 Se Deus e tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? ....Logo você, que tanto O defendeu!?
 O servo sorriu e disse:
 -- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta
dedo algum! 

http://jesusvoltara.com.br/meditar/06_deus.html

MAGAZINE SHOPBLUES





LEITURA - A PRESENÇA DE DEUS É O MELHOR LUGAR


LEITURA
A PRESENÇA DE DEUS É O MELHOR LUGAR

Se a presença de Deus é o melhor lugar, porque quase não ficamos nesse lugar?


“Senhor, para quem iremos? Só Tu tens as palavras de vida eterna.” (João 6:68)
É muito comum termos lugares nos quais gostamos de ir, lugares onde nos sentimos bem e queremos ficar.
Esse lugar que nos dá prazer, geralmente é um lugar onde “nos sentimos em casa”, onde ficamos à vontade e onde podemos ser nós mesmos.
Esse lugar em que temos prazer de ficar é um lugar onde tem tudo aquilo que precisamos ( naquela hora pelo menos, rs). E cada um de nós aqui tem um lugar assim…
Não sei o que esse seu lugar de prazer te oferece mas a verdade é que existe um lugar, melhor do que qualquer lugar perfeito e  esse lugar, é o lugar secreto, é na presença de Deus.
E se a presença de Deus é um lugar tão bom assim, por que quase não ficamos nesse lugar?
Tem horas em que parece que tudo é mais importante, mais urgente e mais interessante do que a presença de Deus… e isso acontece porque vivemos desconectados do mundo espiritual!
Precisamos investir tempo e disciplina para descobrirmos os prazeres de estar em comunhão com Deus.
À medida que nos movimentamos na direção de ter comunhão com Deus, Ele se revela à nós… Começamos a entender sua Palavra, a ouvir sua voz no nosso coração e isso, nos faz buscá-lo  cada vez mais.
Que o seu lugar preferido, seja na presença de Deus!

https://talitapagliarin.wordpress.com

MAGAZINE SHOPBLUES





segunda-feira, 16 de julho de 2018

LEITURA - GOTEJO E DEVASTO


LEITURA
GOTEJO E DEVASTO
Observo um gotejamento de emoções. De pouco em pouco, eu sinto muita coisa. E ainda não sei explicar pra mim mesma.
Desenho no papel, brinco com minha caligrafia, com minhas tintas, minhas cores, com meus anseios. Fora de mim, tudo está tão calmo... As flores sob a mesa me dão saudade dos meus vasos floridos, das minhas escolhas de todas as segundas-feiras. Ah, muita coisa mudou! Eu mudei.... e tantas vezes que perdi as contas, mesmo sem nunca ter contado.
De repente, eu me sinto num vulcão. As emoções explodem. Sinto que são expelidas de mim, de uma forma incontrolável, tantas emoções descontinuadas. Alguém me observa, me lê no escuro. Eu me observo e vejo graça. E me desgraço também.
Ainda consigo rir mais. Rir mais de mim, das minhas pseudo-tragédias continuadas. Ah, eu estou voltando às minhas raízes, embora tão transformada comigo mesma! Meu sabor agridoce renasce. Meu cheiro é diferente. Exalo um novo aroma com minhas notas e sinfonias tão maravilhosamente envolventes.
Algum cheiro se perdeu por aí. E eu nunca mais vou encontrar, porque quero mantê-lo perdido. Fugidio, sem paradeiro, desconcertando olfatos específicos.
Eu me vingo cada dia mais e me embrenho nos vincos da minha própria trajetória. Daqui a pouco, nada mais disto importa. Vou pra página dois. Vou pro livro da lava que devasta. Que me queima, que me consome, com as palavras que eu ainda não pude dizer.


MAGAZINE SHOPBLUES




VIRTUDES - QUE NÃO SE CONTROLAM


LEITURA
QUE NÃO SE CONTROLAM
Tenho ouvido muito sobre as paixões. Vejo que é um campo fértil, porém minado. Todo cuidado é pouco para não se explodir no meio do caminho. Não se mutilar, não se perder... Não querer muito, onde há migalhas. E isto gera um medo devastador.
Eu sei de paixão que arruína, mas que também semeia alguma coisa boa. Aquela que valha à pena, mesmo que leve a um fim um tanto trágico. Inesperado e cômico ao mesmo tempo.
E por que não? Aventurar-se no proibido e nas coisas tolas, que desmoronam e edificam.
E por que sim? Porque a vida é curta. E não deve ser diminuta...
Eu tento diminuir muitas coisas que se agigantam. E por vezes não tenho mais condição de opinar. Não tenho condições de nada, a não ser de observar. A ruína. A sedimentação. As profundezas de coisas que não se controlam. E que trazem uma delícia em sentir-se mais vivo.


MAGAZINE SHOPBLUES




VIRTUDES - ME EMBARQUE


LEITURA
ME EMBARQUE
Mexo a espuma do leite com as raspas de chocolate.
Na xícara, tudo se transforma. Tudo se aquece.
Por dentro, meus medos arrefecem.
Já não penso neles.

Nos arredores, uma série de conveniências.
Uma série de pessoas; pessoas em série.
Na contramão, um sorriso.
Um papel azul escuro. Um vermelho paixão.

Não reconheci nada.
Não farejei.
Estacionei nas minhas memórias,
na labuta de fazer tudo como tem que ser feito,
Mesmo que de outro jeito,
eu tivesse mais sorte.

Me leve nas tuas lembranças,
me embarque nos teus cabelos,
me cacheie os pensamentos,
me enleve, me enlace.
Volte pra casa.
Que eu volto pra mim.


MAGAZINE SHOPBLUES



LEITURA - DEUS AVISA NOÉ SOBRE O DILÚVIO


LEITURA
DEUS AVISA NOÉ SOBRE O DILÚVIO
Quando as pessoas começaram a se multiplicar sobre a face da terra e tiveram filhas, os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram bonitas e tomaram para si mulheres, aquelas que, entre todas, mais lhes agradaram. Então o SENHOR disse:
— O meu Espírito não agirá para sempre no ser humano, pois este é carnal; e os seus dias serão cento e vinte anos.
Naquele tempo havia gigantes na terra, e também depois, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Estes foram valentes, homens de renome, na antiguidade.
O SENHOR viu que a maldade das pessoas havia se multiplicado na terra e que todo desígnio do coração delas era continuamente mau. Então o SENHOR ficou triste por haver feito o ser humano na terra, e isso lhe pesou no coração. O SENHORdisse:
— Farei desaparecer da face da terra o ser humano que criei. Destruirei não apenas as pessoas, mas também os animais, os seres que rastejam e as aves dos céus; porque estou triste por havê-los feito.
Porém Noé encontrou favor aos olhos do SENHOR.
São estas as gerações de Noé.
Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus. Gerou três filhos: Sem, Cam e Jafé.
A terra estava corrompida à vista de Deus e cheia de violência. Deus olhou para a terra, e eis que estava corrompida; porque todos os seres vivos haviam corrompido o seu caminho na terra. Então Deus disse a Noé:
— Resolvi acabar com todos os seres humanos, porque a terra está cheia de violência por causa deles. Eis que os destruirei juntamente com a terra.
— Faça uma arca de tábuas de cipreste. Nela você fará compartimentos e a revestirá com betume por dentro e por fora. Deste modo você a fará: seu comprimento será de cento e trinta metros, a largura, de vinte e dois; e a altura, de treze. Faça uma cobertura, deixando entre ela e a arca uma abertura de meio metro. Coloque uma porta lateral e faça três andares: um embaixo, um segundo e um terceiro. Porque vou trazer um dilúvio de águas sobre a terra para destruir todo ser em que há fôlego de vida debaixo dos céus; tudo o que há na terra será destruído. Mas com você estabelecerei a minha aliança, e você entrará na arca, você e os seus filhos, a sua mulher, e as mulheres dos seus filhos. De todos os seres vivos, você fará entrar na arca dois de cada espécie, macho e fêmea, para conservá-los vivos com você. Das aves segundo as suas espécies, do gado segundo as suas espécies, de todo animal que rasteja sobre a terra segundo as suas espécies, dois de cada espécie virão a você, para que sejam conservados vivos. Leve com você todo tipo de comida e armazene-a com você; isso será para alimento, a você e a eles.
Foi o que Noé fez. Conforme tudo o que Deus lhe havia ordenado, assim ele fez.

GÊNISIS 06:01-22

MAGAZINE SHOPBLUES



LEITURA - O DILÚVIO


LEITURA
O DILÚVIO
O SENHOR disse a Noé:
— Entre na arca, você e toda a sua família, porque reconheço que você tem sido justo diante de mim no meio desta geração. De todo animal puro leve com você sete pares: o macho e sua fêmea. Mas dos animais impuros leve um par: o macho e sua fêmea. Também das aves dos céus leve sete pares: macho e fêmea, para se conservar a semente sobre a face da terra. Porque, daqui a sete dias, farei chover sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites; e farei desaparecer da superfície da terra todos os seres que fiz.
E Noé fez tudo como o SENHOR lhe havia ordenado. Noé tinha seiscentos anos de idade quando as águas do dilúvio inundaram a terra. Por causa das águas do dilúvio, Noé entrou na arca, ele com os seus filhos, a sua mulher e as mulheres dos seus filhos. Dos animais puros, dos animais impuros, das aves e de todo animal que rasteja sobre a terra, entraram para junto de Noé, na arca, de dois em dois, macho e fêmea, como Deus havia ordenado a Noé. E aconteceu que, depois de sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio.
No ano seiscentos da vida de Noé, aos dezessete dias do segundo mês, nesse dia romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as comportas dos céus se abriram, e caiu chuva sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites. Nesse mesmo dia entraram na arca Noé, os seus filhos Sem, Cam e Jafé, a mulher dele e as mulheres dos seus filhos. Entraram eles e todos os animais segundo as suas espécies, todo gado segundo as suas espécies, todos os animais que rastejam sobre a terra segundo as suas espécies, todas as aves segundo as suas espécies, todos os pássaros e tudo o que tem asa. De todos os seres em que havia fôlego de vida, entraram na arca de dois em dois, para junto de Noé; eram macho e fêmea os que entraram de todos os seres vivos, como Deus havia ordenado a Noé; e o SENHOR fechou a porta da arca.
O dilúvio durou quarenta dias sobre a terra. As águas subiram e elevaram a arca sobre a terra. As águas prevaleceram e aumentaram muito na terra; a arca, porém, flutuava sobre as águas. As águas prevaleceram excessivamente sobre a terra e cobriram todos os altos montes que havia debaixo do céu. As águas ficaram sete metros acima deles; e os montes foram cobertos. E morreram todos os seres vivos que se moviam sobre a terra: aves, animais domésticos, animais selvagens, e todos os enxames de criaturas que povoam a terra, e todos os seres humanos. Tudo o que havia em terra seca e que tinha fôlego de vida em suas narinas morreu. Assim, foram exterminados todos os seres que havia sobre a face da terra: as pessoas e os animais, os seres que rastejam e as aves dos céus foram extintos da terra; ficou somente Noé e os que com ele estavam na arca. E as águas prevaleceram sobre a terra durante cento e cinquenta dias.

GÊNISIS 07:01-24

MAGAZINE SHOPBLUES



LEITURA - AS ÁGUAS DO DILÚVIO BAIXAM


LEITURA
AS ÁGUAS DO DILÚVIO BAIXAM
Então Deus se lembrou de Noé e de todos os animais selvagens e de todos os animais domésticos que estavam com ele na arca. Deus fez soprar um vento sobre a terra, e as águas começaram a baixar. Fecharam-se as fontes do abismo e também as comportas dos céus, e a chuva dos céus se deteve. As águas iam escoando continuamente da face da terra. Ao fim de cento e cinquenta dias as águas tinham baixado. No dia dezessete do sétimo mês, a arca repousou sobre as montanhas de Ararate. E as águas continuaram a baixar até o décimo mês. No primeiro dia desse mês apareceram os picos das montanhas.
Quarenta dias depois, Noé abriu a janela que tinha feito na arca e soltou um corvo, o qual, tendo saído, ia e voltava, até que se secaram as águas sobre a terra. Depois, Noé soltou uma pomba para ver se as águas já tinham diminuído na superfície da terra. Mas a pomba, não achando lugar para pousar os pés, voltou para junto de Noé, na arca; porque as águas ainda cobriam a terra. Noé, estendendo a mão, pegou a pomba e a recolheu consigo na arca e a trouxe de novo para dentro da arca. Noé esperou mais sete dias e de novo soltou a pomba fora da arca. À tarde, ela voltou a ele, trazendo no bico uma folha nova de oliveira. Assim Noé entendeu que as águas tinham baixado sobre a terra. Esperou mais sete dias e de novo soltou a pomba; ela, porém, já não voltou mais para ele.
Aconteceu que, no primeiro dia do primeiro mês do ano seiscentos e um, as águas que estavam sobre a terra secaram. Então Noé removeu a cobertura da arca e olhou, e eis que o solo estava enxuto. E, aos vinte e sete dias do segundo mês, a terra estava seca. Então Deus disse a Noé:
— Saia da arca, você, a sua mulher, os seus filhos e as mulheres dos seus filhos. Faça sair também todos os animais que estão com você, tanto aves como gado, e todo animal que rasteja sobre a terra, para que povoem a terra, sejam fecundos e nela se multipliquem.
Saiu, pois, Noé, com os seus filhos, a sua mulher e as mulheres dos seus filhos. E também saíram da arca todos os animais, todos os animais que rastejam, todas as aves e tudo o que se move sobre a terra, segundo as suas famílias.

GÊNISIS 08:01-19

MAGAZINE SHOPBLUES



LEITURA - A PROMESSA DE DEUS À NOÉ


LEITURA
A PROMESSA DE DEUS Á NOÉ
Deus abençoou Noé e os seus filhos, dizendo:
— Sejam fecundos, multipliquem-se e encham a terra. Todos os animais da terra e todas as aves dos céus terão medo e pavor de vocês. Tudo o que se move sobre a terra e todos os peixes do mar serão entregues nas mãos de vocês. Tudo o que se move e vive servirá de alimento para vocês. Assim como lhes dei a erva verde, agora lhes dou todas as coisas. Carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, vocês não devem comer. Certamente requererei o sangue de vocês, o sangue da vida de vocês; de todo animal o requererei, bem como do ser humano; sim, de cada um requererei a vida de seu semelhante. Se alguém derramar o sangue de uma pessoa, o sangue dela será derramado por outra pessoa; porque Deus fez o ser humano segundo a sua imagem. Mas sejam fecundos e multipliquem-se; povoem a terra e multipliquem-se sobre ela.
Deus também disse a Noé e aos seus filhos:
— Eis que estabeleço a minha aliança com vocês, e com a descendência de vocês, e com todos os seres vivos que estão com vocês: tanto as aves, os animais domésticos e os animais selvagens que saíram da arca como todos os animais da terra. Estabeleço a minha aliança com vocês: nunca mais os seres vivos serão destruídos pelas águas de um dilúvio; nunca mais haverá dilúvio para destruir a terra.
Deus disse:
— Este é o sinal da minha aliança que faço entre mim e vocês e entre todos os seres vivos que estão com vocês, para todas as futuras gerações: porei o meu arco nas nuvens e ele será por sinal da aliança entre mim e a terra. Quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e nelas aparecer o arco, então me lembrarei da minha aliança, firmada entre mim e vocês e todos os seres vivos de todas as espécies; e as águas não mais se tornarão em dilúvio para destruir todos os seres vivos. O arco estará nas nuvens; eu o verei e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies que há sobre a terra.
Deus disse a Noé:
— Este é o sinal da aliança estabelecida entre mim e todos os seres vivos sobre a terra.

GÊNISIS 09:01-17

MAGAZINE SHOPBLUES
                 




LEITURA - UMA PROMESSA PARA ABRAÃO E SARA


LEITURA
UMA PROMESSA PARA ABRAÃO E SARA
Quando Abrão atingiu a idade de noventa e nove anos, o SENHOR apareceu a ele e disse:
— Eu sou o Deus Todo-Poderoso; ande na minha presença e seja perfeito. Farei uma aliança entre mim e você e darei a você uma descendência muito numerosa.
Abrão se prostrou com o rosto em terra e Deus lhe falou:
— Quanto a mim, esta é a minha aliança com você: você será pai de muitas nações. O seu nome não será mais Abrão, e sim Abraão, porque eu o constituí pai de muitas nações. Farei com que você seja extraordinariamente fecundo. De você farei surgir nações, e reis procederão de você. Estabelecerei uma aliança entre mim e você e a sua descendência no decurso das suas gerações, aliança perpétua, para ser o seu Deus e o Deus da sua descendência. Darei a você e à sua descendência a terra onde agora você é estrangeiro, toda a terra de Canaã, como propriedade perpétua, e serei o Deus deles.
Deus disse ainda a Abraão:
— Guarde a minha aliança, você e a sua descendência no decurso das suas gerações. Esta é a aliança que vocês guardarão entre mim e vocês e a sua descendência: todos do sexo masculino que estão no meio de vocês deverão ser circuncidados. Vocês devem circuncidar a carne do prepúcio e isso servirá como sinal de aliança entre mim e vocês. O menino que tem oito dias será circuncidado entre vocês. Todos do sexo masculino nas suas gerações devem ser circuncidados, também o escravo nascido em casa e o comprado de qualquer estrangeiro, que não for da sua linhagem. Deve ser circuncidado o que nasceu em sua casa e o que você comprou com dinheiro. A minha aliança estará na carne de vocês e será aliança perpétua. O incircunciso, que não tiver sido circuncidado na carne do prepúcio, deve ser eliminado do meio do seu povo, pois quebrou a minha aliança.
Deus disse a Abraão:
— A Sarai, sua mulher, você não chamará mais de Sarai, porém de Sara. Eu a abençoarei e darei a você um filho que nascerá dela. Sim, eu a abençoarei, e ela se tornará nações; reis de povos procederão dela.
Então Abraão se prostrou com o rosto em terra, e riu, dizendo consigo mesmo: “Pode nascer um filho a um homem de cem anos? E será que Sara, com os seus noventa anos, ainda poderá dar à luz?”
Então Abraão disse para Deus:
— Quem dera que Ismael vivesse sob a tua bênção!
Deus lhe respondeu:
— Na verdade, Sara, a sua mulher, lhe dará um filho, e você o chamará de Isaque. Estabelecerei com ele a minha aliança, aliança perpétua para a sua descendência. Quanto a Ismael, eu ouvi o pedido que você me fez: vou abençoá-lo, farei com que seja fecundo e o multiplicarei extraordinariamente; ele será pai de doze príncipes, e dele farei uma grande nação. Mas a minha aliança eu estabelecerei com Isaque, o filho que Sara dará à luz para você, neste mesmo tempo, daqui a um ano.
Quando acabou de falar com Abraão, Deus se retirou dele, elevando-se.
Naquele mesmo dia, Abraão tomou o seu filho Ismael, e todos os escravos nascidos em sua casa, e todos os que ele tinha comprado com o seu dinheiro, todos os do sexo masculino que havia em sua casa, e circuncidou a carne do prepúcio de cada um, como Deus lhe havia ordenado. Abraão tinha noventa e nove anos de idade quando foi circuncidado na carne do seu prepúcio. Ismael, seu filho, tinha treze anos quando foi circuncidado na carne do seu prepúcio. Abraão e seu filho, Ismael, foram circuncidados no mesmo dia. E também foram circuncidados todos os homens de sua casa, tanto os escravos nascidos nela como os comprados de estrangeiros.

GÊNISIS 17:01-27

MAGAZINE SHOPBLUES