SELEÇÕES

http://wordschool.blogspot.com/

OFERTAS FANTÁSTICAS

sexta-feira, 26 de abril de 2013

LENDA INDÍGENA - O BACURAU



Lenda
bacurau


Bacurau Escritor: Reza a lenda que muito antes de Pedro Álvares Cabral descobrir o Brasil, os fenícios já visitaram o nosso país. Uma vez uma embarcação fenícia desembarcou em terras brasileiras e dentre eles havia um escriba, que viva escrevendo em rochas e em pergaminhos. Certo dia, este rapaz se perdeu na mata e foi para numa tribo indígena.
Chegando lá ele foi confundidos com uma espécie de Deus-Pássaro, então os índios vestiram este homem branco com uma roupa coberta de penas. Assim Tupã se zangou e transformou o escriba em um pássaro que foi batizado de bacurau.
Como apesar de tantos acontecimentos, o escriba não parava de fazer anotações em seu pergaminho, surgiu o ditado: - É dizendo e bacurau escrevendo! Séculos se passaram e o escriba continuou em forma de bacurau. Mas na época do Brasil - Colônia este pássaro viu uma moça galopando em seu cavalo e se apaixonou por ela. Desta maneira ele decidiu segui-la.
De repente, o cavalo ficou maluco e saltou no rio cheio. Mesmo assim o animal e sua dona chegaram vivos, porém desacordados do outro lado do rio com a sela toda esfolada. Assim o bacurau resolveu consertar a sela e colocou algumas penas suas dispostas entre a manta e a sela. Desta maneira quando as vítimas acordaram nunca mais tiveram problemas nas viagens. Por isto é que existe uma lenda dizendo que as penas do bacurau entre a manta e a sela fazem com que o cavalo não caia e nem salte em rio cheio.                                                    Bacurau e o Arco-Íris:
Há uma lenda indígena que diz que o bacurau é a ave que traz o arco-íris e que ela tem o poder de fazer a pessoa mudar de sexo.                Numa tribo existia um índio chamado Cauê, que era tão delicado que parecia uma menina. O problema é que naquela taba matavam os homens que eram efeminados. Então quando este menino completou quinze anos de idade, os índios resolveram matá-lo só pelo simples fato dele se parecer com uma menina.
Assim Cauê fugiu para a mata. Mas sua mãe, dona Tainá, sabendo do poder do bacurau foi para a floresta e fez a seguinte oração para a ave:
- Por favor, minha doce ave bacurau... Salve o meu filho frágil e especial... Com toda a magia e sinceridade... Faça com que ele vire homem de verdade!
Naquele mesmo instante, o belo dia de Sol virou uma tempestade de cinco minutos e depois o astro rei voltou novamente. Deste jeito, no meio da floresta, um bacurau apareceu para Cauê e fez o menino atravessar debaixo do arco-íris. Naquele mesmo instante o garoto delicado se transformou em um homem másculo. Por causa disto quando os índios alcançaram Cauê, desistiram de matá-lo.
Bacurau e a Dor de Dente: Há outra lenda indígena que diz que quando uma criança perde seu dente-de-leite deve jogá-lo no telhado da oca e dizer: - Bacurau, me traga um dente bonito! Certo dia, a índia Jurema estava com uma forte dor de dente e ela se queixou para o pajé que aconselhou extraí-lo. Mas a moça não aceitou. Então, ela pensou:
- Se o bacurau é capaz de trazer um dente bonito, ele também é capaz de curar um dente doente. Então ela exclamou olhando para o céu: - Bacurau, por favor, cure o meu dente! Naquele exato momento caiu uma asa de bacurau na índia e ela se livrou da dor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário