SELEÇÕES

http://wordschool.blogspot.com/

OFERTAS FANTÁSTICAS

Mostrando postagens com marcador EVANGELHOS SINÓTICOS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador EVANGELHOS SINÓTICOS. Mostrar todas as postagens

sábado, 11 de maio de 2019

LEITURA - O QUE SÃO EVANGELHOS SINÓTICOS?


LEITURA
       O QUE SÃO EVANGELHOS SINÓTICOS?
       Os evangelhos sinóticos são os três primeiros livros do Novo Testamento: Mateus, Marcos e Lucas.
Na Bíblia temos 4 Evangelhos, que são os 4 primeiros livros do Novo Testamento:
·                     Mateus
·                     Marcos
·                     Lucas
·                     João
Dentro do conjunto desses livros existe a seguinte classificação: Os Evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas) e o Evangelho de João.

Entendendo essa classificação
Falando de maneira muito geral, os três primeiros evangelhos são muito parecidos entre si; têm a mesma visão (daí vem a palavra "sinótico"), enquanto que João tem muita diferença, se comparado com os três primeiros.
Os 4 evangelhos falam de Jesus: contam alguns fatos da sua vida e, sobretudo, a mensagem que ele transmitiu. Não é uma verdadeira biografia dele, mas um livro de catequese que os autores quiseram deixar para as pessoas que desejavam conhecer e seguir a Cristo; os autores não quiseram contar detalhes da sua vida, mas detalhes da sua mensagem. É por isso que não devemos ficar perplexos por não saber muitas coisas da sua vida.
Sendo os Evangelhos de 4 autores diferentes (Mateus e João apóstolos e Lucas e Marcos da segunda geração), cada um conta a "história" de Jesus de maneira diferente. Os três primeiros têm muitas histórias comuns, mesmo se com detalhes que mudam. Em João, ao invés, encontramos muitas histórias que só ele conta: as Bodas de Caná, Nicodemos, a cura na piscina, pão de vida, tudo dos capítulos 7 - 12 de João (bom pastor, ressurreição de Lázaro, unção em Betânia, etc), o novo mandamento (amor); capítulos 14-17; Pilatos declara Jesus inocente; Jesus ressuscitado aparece no Lago da Galileia.
Essas diferenças e semelhanças entre os 4 evangelhos podem ter sido várias razões:
·                     Os evangelhos foram escritos há 50 anos da morte de Cristo e as recordações não eram mais evidentes e muito claras, principalmente nos detalhes;
·                     As semelhanças podem derivar do fato que os autores se apoiaram em uma fonte comum, um material que existia e era difundido entre as comunidades;
·                     As diferenças podem estar relacionadas com o destinatário: Mateus, por exemplo, era destinado aos judeus, enquanto que Lucas tinha como público principal os não judeus. O público diverso exigia um foco diferente;
·                     As semelhanças também podem revelar contatos não só com uma fonte comum, mas também com troca de experiências. Lucas e Marcos, que não eram apóstolos, se conheciam (Lucas fala de Marcos em Atos dos Apóstolos 15:36-37) e podem ter trocado informações entre si;
·                     As particularidades existentes em João podem ser motivadas pelo fato que, tendo escrito mais tarde, cerca de 20 anos depois dos outros, o autor tenha querido preencher lacunas e sobretudo, vista a necessidade, tenha querido dar um cunho mais teológico. De fato, o foco principal do evangelho de João é a evidência que Jesus é Deus.

Alguns instrumentos para notar a diferença e semelhança entre os 4 Evangelhos
Há uma obra muito famosa que coloca os textos dos 4 evangelhos em sinópsis e mostra a diferença das 4 obras. Trata-se de Synopsis Quattuor Evangeliorum, de Kurt Aland. É uma excelente obra, mas de difícil acesso. Não é simples dar uma lista dos relatos comuns a todos e particulares de cada um dos evangelhos. Experimente verificar alguns instrumentos Online, como essa tabela de paralelos nos Evangelhos. É em inglês, mas através das passagens você vai se localizar.

Breves características de cada Evangelho
Mateus: foi o primeiro escrito, provavelmente em aramaico. É uma obra de catequese para os judeus, onde prevalece o aspecto doutrinal, predominando as palavras de Jesus, sem deixar de lado os seus atos.
Marcos: evangelho breve, com estilo realístico, com uma narração muito plástica. Apresenta Jesus nos fatos e traz poucos discursos. Gosta de chamar a Jesus de "Filho do Homem" e sublinha os aspectos humanos de Cristo. Ao mesmo tempo não deixa de sublinhar a sua divindade em momentos importantes da sua vida.
Lucas: é uma obra destinada aos não judeus, que se converteram ao cristianismo. Obra escrita por um pesquisador, que não foi apóstolo. Tem um estilo muito mais elaborado do que os dois evangelhos anteriores. A respeito de Jesus, gosta de chamá-lo "Senhor", descrevendo com atenção a sua bondade. Sublinha o papel de Maria e, em geral, dá bastante espaço às mulheres. É um evangelho da alegria e da bondade. Insiste sobre a oração e fala muito sobre o Espírito Santo.
João: foi o último evangelho a ser escrito, há 70 anos da morte de Cristo. João não segue a ordem dos 3 evangelhos precedentes; é independente. Não repete, em geral, o que já foi dito pelos 3 sinóticos, mas os completa, oferecendo ulteriores detalhes geográficos ou cronológicos. As principais diferenças com os anteriores são: conta menos os milagres (só 7), mas os desenvolve mais - os chama de sinais; não se interessa tanto das palavras e ações de Cristo, mas dos seus significados; concentra-se na pessoa de Jesus, que é a Boa Nova; usa muito o simbolismo: água, sangue, luz, vida... Mostra a importância da fé, de crer no poder divino.


http://www.abiblia.org/ver.php?id=10876&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+mundobiblico+%28ABiblia.org%29

MAGAZINE SHOP BLUES