SELEÇÕES

http://wordschool.blogspot.com/

OFERTAS FANTÁSTICAS

Mostrando postagens com marcador TEMPO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador TEMPO. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 4 de julho de 2019

LEITURA - SÍMILES E PROVÉRBIOS


LEITURA
       SÍMILES E LIÇÕES MORAIS
A glória de Deus
é encobrir as coisas,
mas a glória dos reis é investigá-las.
Como a altura dos céus
e a profundeza da terra,
assim também o coração dos reis
é insondável.
Tire a escória da prata,
e sairá um vaso para o ourives;
tire o ímpio da presença do rei,
e o seu trono se firmará na justiça.
Não se glorie na presença do rei,
nem se ponha
no meio dos grandes,
porque melhor é que lhe digam:
“Suba para cá!”,
do que ser humilhado
diante do príncipe.

A respeito do que
os seus olhos viram,
não se apresse a levar ao tribunal,
pois, ao fim, o que é que você fará,
se o seu próximo o puser
em apuros?
Defenda a sua causa
diretamente com o seu próximo
e não revele o segredo do outro.
Do contrário, quem o ouvir
poderá envergonhá-lo,
e você nunca se livrará
dessa má fama.

Como maçãs de ouro
em bandejas de prata,
assim é a palavra
dita a seu tempo.
Como pendentes
e joias de ouro puro,
assim é a repreensão
dada por um sábio
a um ouvinte atento.
Como o frescor de neve
no tempo da colheita,
assim é o mensageiro fiel
para com os que o enviam,
porque refrigera
a alma dos seus senhores.
Como nuvens e ventos
que não trazem chuva,
assim é aquele que se gaba
de presentes que não deu.
Com paciência
se convence um príncipe,
e a língua branda
quebra ossos.

Você encontrou mel?
Coma apenas o suficiente,
para que você não fique enjoado
e venha a vomitá-lo.
Não seja frequente
na casa do seu próximo,
para que ele não se canse de você
e passe a detestá-lo.

Martelo, espada e flecha aguda
é o que levanta falso testemunho
contra o seu próximo.
Como dente quebrado
e pé sem firmeza,
assim é a confiança
numa pessoa desleal
em tempo de angústia.
Como quem se despe
num dia de frio
e como vinagre sobre feridas,
assim é o que entoa canções
para quem está aflito.
Se o seu inimigo tiver fome,
dê-lhe de comer;
se tiver sede,
dê-lhe de beber,
porque assim você amontoará
brasas vivas
sobre a cabeça dele,
e o SENHOR recompensará você.
O vento norte traz chuva,
e a língua que espalha calúnias
traz o rosto irado.
Melhor é morar
no canto do terraço
do que com uma mulher briguenta
na mesma casa.
Como água fria
para quem tem sede,
assim é a boa notícia
que vem de um país distante.
Como fonte que foi turvada
e manancial contaminado,
assim é o justo que cede ao ímpio.
Comer muito mel não é bom;
assim, procurar a própria honra
não é honra.
Como cidade derrubada,
que não tem muralhas,
assim é aquele que não tem
domínio próprio.

 

PROVÉRBIOS 25


MAGAZINE SHOP BLUES



                 




segunda-feira, 24 de setembro de 2018

VIRTUDES/LEITURA - DUAS FACES


LEITURA
 DUAS FACES
O tempo tem duas faces: a sórdida e a acalentadora. Por vezes, as duas ao mesmo tempo....
Maldito tempo que me destrói com a saudade da minha mãe, da sua risada, dos seus ditados, das nossas viagens... Bendito tempo que me reconstrói os pedaços, que me faz esquecer de quem me feriu, que me recompõe e me ajuda a não ter lembranças nefastas.
Maldito tempo que vai passando tão rápido e cada segundo é um segundo a menos de vida. A morte se aproxima, se avizinha de não sei onde e nem quando.
Bendito tempo que me dá mais uma chance, a cada segundo, de ser diferente, mesmo que não haja muito por fazer. Eu tento no tempo que existe. Ou caio e me levanto e recomeço enquanto há tempo. Até quando haverá, não sei.
Maldito tempo perdido com falsos amores, com palavras tão lindas que agora não significam mais nada.
Bendito tempo que, embora passe rápido, tem me mostrado o que, de verdade, importa. Eu me amo mais.
Amo o tempo, mesmo o perdido. Amo cada segundo que me recomponho, que me re-significo, que me incomodo e que me tento fazer diferente.
Amo também o sorriso da minha mãe, na foto que eu vejo todo dia e na sua letra tão bonita em seu caderno de orações, que me presenteia com sua presença, quando a dor ameaça reaparecer. Os pássaros cantam lá fora e me preenchem o coração, num novo presente. O nó na garganta se desfaz.
E a cada segundo, eu já sou diferente... Eu já choro menos. E vivo mais.