SELEÇÕES

OFERTAS FANTÁSTICAS

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

LEITURA - HAMÃ É MORTO

TEOLOGIA
LEITURA
HAMÃ É MORTO

 Eles ainda estavam falando quando os eunucos que estavam ao serviço do rei chegaram e levaram Hamã imediatamente ao banquete que Ester tinha preparado.
Portanto, o rei e Hamã foram de novo ao banquete da rainha Ester, e novamente, enquanto bebiam vinho, o rei perguntou a Ester:
— Qual é o seu pedido? Peça o que quiser, que eu lhe darei, mesmo que seja a metade do meu reino.
Ela respondeu:
— Se eu puder me valer da bondade do rei, e se for do seu agrado, a única coisa que quero é que o senhor salve a minha vida e a vida do meu povo. Pois o meu povo e eu fomos vendidos para sermos destruídos e mortos. Se fosse somente o caso de sermos todos vendidos como escravos, eu não diria nada, pois não seria justo incomodar o senhor por causa de uma desgraça tão sem importância como esta.
O rei Xerxes perguntou à rainha Ester:
— Quem é o homem que está pensando em fazer isso e onde está ele?
— O nosso inimigo e perseguidor é Hamã, este homem perverso! — respondeu Ester.
Cheio de medo, Hamã ficou olhando para o rei e para a rainha. O rei saiu furioso do salão de banquetes e foi para o jardim. Hamã percebeu que o rei havia resolvido castigá-lo e por isso ficou no salão para pedir à rainha que salvasse a sua vida. Ele se jogou no sofá onde Ester estava, para pedir misericórdia, e nesse instante o rei voltou do jardim. Quando viu Hamã, o rei disse:
— Será que ele pretende desonrar a rainha aqui no meu palácio e na minha frente?
Assim que o rei acabou de falar, os seus servidores particulares cobriram a cabeça de Hamã. Um deles, chamado Harbona, disse:
— Perto da casa de Hamã há uma forca de uns vinte metros de altura que ele mandou construir para enforcar Mordecai, o homem que salvou a vida do senhor.
— Enforquem Hamã nela! — ordenou o rei.
Então enforcaram Hamã na forca que ele tinha construído para enforcar Mordecai.
E assim a raiva do rei se acalmou.
Naquele mesmo dia o rei Xerxes deu à rainha Ester a casa e os bens de Hamã, o inimigo dos judeus. E Mordecai foi apresentado ao rei porque Ester contou que Mordecai era seu parente. Então o rei tirou o seu anel-sinete, que ele tinha tomado de Hamã, e o deu a Mordecai. E Ester nomeou Mordecai como administrador de todos os bens de Hamã.


ESTER 06:14-8:02


                                         

LEITURA - A VITÓRIA DE MORDECAI

TEOLOGIA
LEITURA
A VITÓRIA DE MORDECAI

 Naquela mesma noite, o rei não conseguiu pegar no sono; então mandou buscar o livro em que se escrevia o que acontecia no reino e ordenou que os seus funcionários lessem para ele. A parte que leram contava como Mordecai tinha descoberto o plano para matar o rei, plano este preparado por Bigtã e Teres, os dois eunucos que eram guardas do palácio. Aí o rei perguntou:
— Que homenagens foram prestadas e que prêmios foram dados a Mordecai por ter feito isso?
— Nada se fez a esse respeito! — responderam os funcionários.
Justamente nesse instante, Hamã entrou no pátio que ficava ao lado dos quartos do rei para lhe pedir que mandasse enforcar Mordecai na forca que ele, Hamã, havia mandado construir. O rei perguntou:
— Quem está no pátio?
— É Hamã! — responderam os servidores.
— Mandem que entre! — ordenou o rei.
Hamã entrou, e o rei lhe disse:
— Eu quero ter o prazer de prestar homenagens a um certo homem. Diga-me o que devo fazer por ele.
Hamã pensou assim: “Quem será esse homem a quem o rei tanto quer honrar? É claro que sou eu!” E Hamã disse ao rei:
— Mande trazer as roupas que o senhor usa e também o cavalo que o senhor monta e mande colocar uma coroa real na cabeça do cavalo. Então entregue as roupas e o cavalo a um dos mais altos funcionários do reino e ordene que ele vista as roupas no homem que o senhor deseja honrar. Depois, que ele leve o homem, montado a cavalo, pela praça principal da cidade e que diga em voz alta o seguinte: “É isto o que o rei faz pelo homem a quem ele quer honrar!”
Então o rei disse a Hamã:
— Vá depressa, e pegue as roupas e o cavalo, e faça com o judeu Mordecai tudo o que você acaba de dizer. Ele costuma ficar sentado na entrada do palácio. Não deixe de fazer nenhuma das coisas que você disse.
Hamã foi, pegou as roupas e o cavalo e vestiu as roupas em Mordecai. Depois levou Mordecai, montado a cavalo, pela praça principal da cidade e disse em voz alta: “É isto o que o rei faz pelo homem a quem ele quer honrar!”
Depois disso, Mordecai voltou para a entrada do palácio, enquanto que Hamã, envergonhado e triste, correu para casa, escondendo o rosto. Contou à esposa e aos amigos tudo o que tinha acontecido com ele. Então ela e os seus amigos, que eram tão sabidos, disseram:
— Você já começou a perder a luta com Mordecai. Ele é judeu, e você não vai ganhar de jeito nenhum. Você vai perder na certa. 

ESTER 06:01-13


                                         

LEITURA - O PLANO DE HAMÃ CONTRA MORDECAI

TEOLOGIA
LEITURA
O plano de hamã contra mordecai

Hamã saiu do banquete alegre e feliz da vida. Porém, quando chegou perto da entrada do palácio, ele encontrou Mordecai ali e ficou furioso porque Mordecai não se curvou diante dele, nem fez qualquer outro sinal de respeito. Mas ele se controlou e voltou para casa. Então mandou chamar os amigos e pediu que Zeres, a sua mulher, também viesse. Hamã começou a falar da sua riqueza, do número de filhos que tinha, das promoções que havia recebido do rei e de como agora ocupava a mais alta posição do reino, acima de todos os outros ministros e funcionários. E continuou:
— Além de tudo isso, eu fui a única pessoa que a rainha Ester convidou para acompanhar o rei ao banquete que ela preparou para ele. E ela também me pediu que eu fosse com ele a outro banquete amanhã! Mas tudo isso não me vale nada enquanto eu continuar vendo Mordecai, aquele judeu, sentado na entrada do palácio.
Aí a mulher dele e todos os amigos deram a seguinte sugestão:
— Mande fazer uma forca de uns vinte metros de altura e amanhã de manhã peça ao rei que mande enforcar Mordecai. Então você poderá ir feliz com o rei ao banquete.
Hamã gostou da ideia e mandou construir a forca. 
ESTER 05:09-14


                                         

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

LEITURA - A CASA DE STARK

SHOPLISTBLUES
LEITURA
 A casa stark
Game of thrones
Casa Stark de Winterfell é uma das Grandes Casas de Westeros e a principal casa nobre do Norte. Em tempos antigos, eles reinaram como Reis do Inverno, mas desde a Guerra da Conquista tem servido como Protetores do Norte para o Trono de Ferro, enquanto conservam seu título de lordes. Seu assento de poder é Winterfell, uma fortaleza antiga, renomada por sua força.
      Seu símbolo é um lobo gigante correndo através de um campo branco. Seu lema é "O inverno está chegando", sendo uma das poucas casas nobres de Westeros que tem como seu lema não palavras de 'encorajamento' mas sim um 'aviso'. Vários personagens de ponto de vista (PDV) de As Crônicas de Gelo e Fogo são membros da Casa Stark.
     Além dos Karstarks de Karhold, os Starks de Winterfell tem vários outros parentes distantes pelo Norte, provavelmente em Porto Branco e Vila Acidentada, por exemplo.

                                         

LEITURA - A HISTÓRIA DOS LOBOS GIGANTES

SHOPLISTBLUES
LEITURA
 A história dos lobos gigantes
Game of thrones

Adicionar legenda
No início do livro Robb Stark e Jon Snow encontram uma loba morta com seis filhotes, um para cada filho da casa Stark e mais um para Jon Snow, o bastardo.
           Leia mais Os lobos foram encontrados na neve pelos Starks junto com sua mãe, uma loba maior que um pônei estava morta na neve com um chifre de cervo enterrado em seu pescoço. Segundo algumas lendas, a mãe pode ter dado a luz após a morte. A símbologia da sua morte significa para Catelyn um mau agouro para os Starks.
          Os filhotes passam a ser criados pelas crianças que as amam de todo o coração. Até mesmo o pequeno Rickon que só tem três anos (no livro) ganha a obrigação de criar seu lobo, o Cão Felpudo (Shaggydog).
          Devido a enorme importância desses lobos para todos os acontecimentos que sucedem à Casa Stark, os lobos tem uma importância incalculável na história.
Os lobos são uma parte da saga que misturam o real e a fantasia, o amor dos Starks pelos seus filhotes é tão grande que uma ligação sobrenatural é criada entre eles, chega um momento da história em que os personagens meio que se fundem e os Starks começam a viver dentro de seus lobos.
         Cada lobo tem um pouco da personalidade de seu dono, e os donos tem uma ligação além da imaginação com seu lobo.
  Lendo o livro ou não certamente você deve saber que o símbolo da casa Stark é um lobo gigante em um campo branco como a neve.

 http://www.gameofthronesbr.com/2010/10/os-lobos-gigantes.html


                                         

sábado, 21 de outubro de 2017

LEITURA - ESTER CONVIDA O REI E HAMÃ PARA UM BANQUETE

TEOLOGIA
LEITURA
ESTER CONVIDA O REI E HAMÃ PARA UM BANQUETE

No terceiro dia de jejum, Ester se vestiu com as suas roupas de rainha, foi e ficou esperando no pátio de dentro do palácio, em frente do salão nobre do rei. Ele estava lá dentro, sentado no trono, que ficava em frente da porta do pátio. E, quando ele viu a rainha Ester esperando lá fora no pátio, teve boa vontade para com ela e estendeu-lhe o seu cetro de ouro. Ester entrou, chegou perto dele e tocou na ponta do cetro. E o rei perguntou:
— O que está acontecendo, rainha Ester? O que você deseja? Peça o que quiser, que eu lhe darei, mesmo que seja a metade do meu reino.
Ester respondeu:
— Se for do seu agrado, eu gostaria de convidar o senhor e Hamã para o banquete que estou preparando hoje para o senhor.
Aí o rei ordenou:
— Digam a Hamã que venha depressa, para que nós aceitemos o convite de Ester.
Assim o rei e Hamã foram ao banquete que Ester havia preparado. Quando estavam bebendo vinho, o rei perguntou a Ester:
— Qual é o seu pedido? Peça o que quiser, que eu lhe darei, mesmo que seja a metade do meu reino.
Ester respondeu:
— É o seguinte: se eu puder me valer da bondade do rei, e se for do seu agrado atender o meu pedido, gostaria de convidar o senhor e Hamã para outro banquete que eu vou preparar amanhã para os dois. Aí lhe direi o que eu quero.

ESTER  05:01-08

CLIQUE AQUI

                                        


LEITURA - MORDECAI PEDE AJUDA A ESTER

TEOLOGIA
LEITURA
MORDECAI PEDE AJUDA A ESTER

Quando Mordecai soube de tudo isso, rasgou a roupa em sinal de tristeza, vestiu uma roupa feita de pano grosseiro, pôs cinza na cabeça e saiu pela cidade, chorando e gritando. Quando chegou à entrada do palácio, ele não entrou, pois quem estivesse vestido daquela maneira não podia entrar. E, em todas as províncias, em todos os lugares onde foi lida a ordem do rei, os judeus começaram a chorar em voz alta. Eles se lamentaram, choraram e jejuaram, e muitos deles vestiram roupas feitas de pano grosseiro e se deitaram sobre cinzas.
Ester ficou muito aflita quando as suas empregadas e os seus eunucos lhe contaram o que havia acontecido. Ela mandou roupas para Mordecai vestir, mas ele não quis. Então ela mandou chamar Hataque, um dos eunucos do palácio, que tinha sido escolhido para atendê-la, e ordenou que ele fosse falar com Mordecai para saber o que estava acontecendo e qual era a razão de tudo aquilo. Hataque foi procurar Mordecai na praça que havia em frente do palácio, e Mordecai contou tudo o que tinha acontecido com ele. Disse também a quantia exata que Hamã tinha prometido depositar nos cofres do rei como pagamento pela destruição de todos os judeus. Mordecai entregou a Hataque uma cópia do decreto que havia sido lido por toda a cidade de Susã, ordenando que os judeus fossem mortos. E Mordecai pediu a Hataque que levasse a cópia a Ester, explicasse tudo direito e pedisse a ela que fosse falar com o rei e insistisse que ele tivesse piedade do povo dela. Hataque fez o que Mordecai tinha pedido, e Ester mandou Hataque entregar a seguinte resposta a Mordecai: “É do conhecimento de todos, desde os servidores do palácio até os moradores de todas as províncias, que ninguém, seja homem ou mulher, pode entrar no pátio de dentro do palácio para falar com o rei, a não ser que tenha recebido ordem para isso. A lei é esta: quem entrar sem licença do rei será morto, a não ser que o rei estenda o seu cetro de ouro para essa pessoa. E já faz um mês que o rei não me manda chamar.”
Quando recebeu a mensagem de Ester, Mordecai mandou o seguinte recado para ela: “Não pense que, por morar no palácio, só você, entre todos os judeus, escapará da morte. Se você ficar calada numa situação como esta, do Céu virão socorro e ajuda para os judeus, e eles serão salvos; porém você morrerá, e a família do seu pai desaparecerá. Mas quem sabe? Talvez você tenha sido feita rainha justamente para ajudar numa situação como esta!”
Ester enviou a Mordecai a seguinte resposta: “Vá e reúna todos os judeus que estiverem em Susã, e todos vocês jejuem e orem por mim. Durante três dias não comam nem bebam nada, nem de dia nem de noite.
Eu e as minhas empregadas também jejuaremos. Depois irei falar com o rei, mesmo sendo contra a lei; e, se eu tiver de morrer por causa disso, eu morrerei.”
Aí Mordecai foi e fez tudo o que Ester havia mandado.

ESTER  04:01-17

CLIQUE AQUI

                                        


LEITURA - HAMÃ PRETENDE MATAR TODOS OS JUDEUS

TEOLOGIA
LEITURA
HAMÃ PRETENDE MATAR TODOS OS JUDEUS

No ano doze do reinado de Xerxes, no primeiro mês, o mês de nisã, Hamã ordenou que tirassem a sorte (chamava-se isso de “purim”), para decidir o dia e o mês em que os judeus seriam mortos. Foi sorteado o dia treze do décimo segundo mês, o mês de adar. Hamã foi e disse ao rei:
— Por todas as províncias do reino, está espalhado um povo que segue leis diferentes das leis dos outros povos. O pior, ó rei, é que eles não obedecem às suas ordens, e por isso não convém que o senhor tolere que eles continuem agindo assim. Se o senhor quiser, assine um decreto ordenando que eles sejam mortos. E eu prometo depositar nos cofres reais trezentos e quarenta e dois mil quilos de prata para pagar as despesas do governo.
O rei tirou o seu anel-sinete, que servia para carimbar as suas ordens, e o deu a Hamã, filho de Hamedata e descendente de Agague, o inimigo dos judeus. E o rei lhe disse:
— Fique com o seu dinheiro, e essa gente eu entrego nas suas mãos. Faça com eles o que quiser.
No dia treze do primeiro mês, Hamã mandou chamar os secretários do palácio e ditou a ordem. Ele ordenou que fosse traduzida para todas as línguas faladas no reino e que cada tradução seguisse a escrita usada em cada província. A ordem devia ser enviada a todos os representantes do rei, aos governadores das províncias e aos chefes dos vários povos. Ela foi escrita em nome do rei, carimbada com o seu anel-sinete e levada por mensageiros a todas as províncias do reino. A ordem era matar todos os judeus num dia só, o dia treze do décimo segundo mês, o mês de adar. Que todos os judeus fossem mortos, sem dó nem piedade: os moços e os velhos, as mulheres e as crianças. E a ordem mandava também que todos os bens dos judeus ficassem para o governo. Em cada província deveria ser feita uma leitura em público dessa ordem, a fim de que, quando chegasse o dia marcado, todos estivessem prontos.
O rei deu a ordem, e os mensageiros foram depressa a todas as províncias; e em Susã, a capital, a ordem foi lida em público. O rei e Hamã se assentaram para beber, enquanto a confusão se espalhava pela cidade.

ESTER  03:07-15

CLIQUE AQUI