SELEÇÕES

OFERTAS FANTÁSTICAS

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

LEITURA - Esdras chega a Jerusalém

LEITURA - Esdras chega a Jerusalém

Alguns anos depois, quando Artaxerxes era rei da Pérsia, um homem chamado Esdras foi da Babilônia para Jerusalém. Ele era descendente de Arão, o Grande Sacerdote. Esdras era filho de Seraías, neto de Azarias, e bisneto de Hilquias; e os seus outros antepassados eram Salum, Zadoque, Aitube, Amariá, Azarias, Meraiote, Zeraías, Uzi, Buqui, Abisua, Fineias e Eleazar, que era filho de Arão, o Grande Sacerdote. Esdras era mestre da Lei e conhecia muito bem a Lei de Moisés, dada pelo SENHOR, o Deus de Israel. Ele foi falar com o rei Artaxerxes, e este lhe deu tudo o que pediu porque o SENHOR abençoava Esdras. Assim Esdras foi da Babilônia para Jerusalém com um grupo de israelitas, entre os quais havia sacerdotes, levitas e músicos, guardas e servidores do Templo. Isso foi no sétimo ano do reinado de Artaxerxes. Eles saíram da Babilônia no dia primeiro do primeiro mês e, com a ajuda de Deus, chegaram a Jerusalém no dia primeiro do quinto mês. Esdras havia dedicado a sua vida a estudar, e a praticar a Lei do SENHOR, e a ensinar todos os seus mandamentos ao povo de Israel.
Esdras 7.1-10

LEITURA - A carta de Artaxerxes (1)

LEITURA - A carta de Artaxerxes (1)

Esta é a cópia da carta que o rei Artaxerxes entregou ao sacerdote Esdras, o mestre da Lei, que conhecia bem todas as leis e mandamentos que o SENHOR tinha dado a Israel:
“Esta carta de Artaxerxes, o rei dos reis, é para o sacerdote Esdras, o mestre da Lei do Deus do céu: Saudações. Ordeno que, de todo o meu reino, podem ir com você para Jerusalém todos os israelitas que quiserem, isto é, gente do povo, sacerdotes e levitas. Eu, o rei, junto com os meus sete conselheiros, mando que você vá a Jerusalém e a Judá para ver se a Lei do seu Deus, que lhe foi entregue, está sendo bem-obedecida. Leve as ofertas de ouro e de prata que eu e os meus conselheiros queremos dar ao Deus de Israel, que tem o seu Templo em Jerusalém. Leve também toda a prata e ouro que recolheu na província da Babilônia e as ofertas que o povo israelita e os seus sacerdotes deram para o Templo do seu Deus em Jerusalém.
“Use esse dinheiro com cuidado, comprando com ele touros, carneiros, ovelhas, cereais e vinho, para oferecer no altar do Templo de Jerusalém. Com o ouro e a prata que sobrarem, compre qualquer coisa que você e os seus companheiros quiserem, de acordo com a vontade do seu Deus. Os objetos que lhe foram dados para serem usados nos serviços do Templo, você os entregará a Deus em Jerusalém. E qualquer outra coisa que precisar para o Templo será paga pela tesouraria do rei.
Esdras 7.11-20

terça-feira, 23 de setembro de 2014

LEITURA - O Templo é terminado e inaugurado

LEITURA - O Templo é terminado e inaugurado

Então o governador Tatenai, Setar-Bozenai e os seus companheiros fizeram exatamente o que o rei tinha ordenado. Os líderes israelitas progrediram na construção do Templo, animados pelas mensagens do profeta Ageu e do profeta Zacarias, filho de Ido. Eles terminaram o Templo, conforme as ordens do Deus de Israel e de Ciro, Dario e Artaxerxes, reis da Pérsia. Acabaram a construção do Templo no dia três do mês de adar, no sexto ano do reinado de Dario.
Então o povo de Israel, isto é, os sacerdotes, os levitas e todos os outros que haviam voltado da Babilônia, fizeram a inauguração do Templo, dedicando-o com alegria à adoração a Deus. Para essa dedicação, eles ofereceram cem touros, duzentos carneiros e quatrocentos carneirinhos como sacrifício e doze bodes como oferta para tirar pecados, um bode para cada uma das tribos de Israel. Também fizeram a escala dos sacerdotes e dos levitas para os serviços do Templo de Jerusalém, de acordo com as instruções escritas no Livro de Moisés.
Esdras 6.13-18

LEITURA - As ordens de Ciro e de Dario

LEITURA -As ordens de Ciro e de Dario
Então o rei Dario mandou que dessem uma busca nos arquivos reais da Babilônia, onde eram guardados os documentos. E na cidade de Ecbatana, na província da Média, foi encontrado o documento. Nele estava escrito o seguinte:
“No primeiro ano do seu reinado, o rei Ciro deu ordem para que o Templo de Jerusalém fosse reconstruído, a fim de ser o lugar onde o povo apresentasse sacrifícios e ofertas a serem completamente queimadas. O Templo deverá medir vinte e sete metros de altura, por vinte e sete metros de largura. As paredes deverão ser feitas com uma carreira de madeira em cima de cada três carreiras de pedra. Todas as despesas serão pagas pelo governo.
“Além disso, todos os objetos de prata e de ouro que o rei Nabucodonosor tirou do Templo de Jerusalém e trouxe para a Babilônia serão devolvidos, cada um para o seu próprio lugar no Templo de Jerusalém.”
Então o rei Dario mandou a seguinte resposta:
“São estas as ordens do rei Dario para Tatenai, governador da província do Eufrates-Oeste, para Setar-Bozenai e para os seus companheiros oficiais da província do Eufrates-Oeste:
“Afastem-se do Templo e não proíbam a sua construção. Deixem que o governador de Judá e os líderes israelitas reconstruam o Templo de Deus no lugar onde ficava o que foi destruído. Por meio desta carta, ordeno que vocês os ajudem na construção. As despesas serão pagas imediatamente para que a obra não pare. O dinheiro para isso será tirado do tesouro real, isto é, dos impostos recebidos na província do Eufrates-Oeste. Deem aos sacerdotes de Jerusalém todos os dias, sem falta, tudo o que eles disserem que precisam: bois novos, carneiros e carneirinhos para serem completamente queimados como ofertas ao Deus do céu; e deem também trigo, sal, vinho e azeite. Isso será feito para que assim eles ofereçam sacrifícios que agradem ao Deus do céu e orem pedindo as suas bênçãos para mim e para os meus filhos. Se alguma pessoa desobedecer a esta ordem, ordeno também que vocês atravessem o seu corpo com uma viga pontuda, tirada da sua casa. Depois finquem a viga no chão. Além disso, derrubem a sua casa e a façam virar um montão de entulho. Que Deus, que escolheu Jerusalém como o lugar onde deve ser adorado, acabe com qualquer rei ou nação que desobedecer a esta ordem e tentar destruir o Templo de Jerusalém! Eu, Dario, dei esta ordem. Que ela seja obedecida em tudo.”
Esdras 6.1-12


VIRTUDES - LIGUE-SE MAIS!!!!

VIRTUDES

Ligue-se mais

Enquanto tomava café na padaria, dia destes, peguei um trecho de um programa matinal. Os convidados discutiam a falta de etiqueta em vários níveis. Em dado momento, uma consultora da área, disse uma frase cunhada em muita Psicologia:“Talvez a gente esteja vivendo num mundo tão consumista que estabeleçamos uma relação de consumo até com as pessoas. Uma pessoa não é da outra”, falou ao comentar um caso em que uma convidada tinha se sentido traída ao ver o namorado conversando com a ex.
Pois bem... Ninguém é de ninguém! Mas esta relação de consumo e de posse existe e é muito arraigada nos relacionamentos. Por vezes, alguns comentários, dos mais simples, já denotam o sentimento de posse, de controle, como se o outro fosse propriedade e não pudesse cortar o cabelo como lhe convier, colocar a roupa que mais gosta, pintar a unha como quiser, encontrar amigos para conversar. O que muita gente não toma consciência é que este tipo de coisa estraga, é perecível como pão de forma. E aí não dá mais. Não desce. Não se digere.
Certas relações, embora não queiramos admitir, têm prazo de validade. E, como sabemos, o que está fora da validade faz mal, intoxica. Para que então insistir em algo que, definitivamente, não faz bem?
O ser humano é, em sua essência, livre. Ninguém quer se sentir preso a ninguém. Aliás, prisão é algo que nos remete a sofrimento. Quem é que, em sã consciência, vai querer sofrer?
Na realidade, o que os seres humanos desejam é estarem ligados a alguém. E isto é completamente diferente de estar preso. Estar ligado a alguém remete à conexão. A algo que transcende. É como um fio condutor que no fim vai te acender. Te iluminar. Te encantar, trazendo algo novo e acalentador a cada encontro, mesmo que este encontro não seja face a face, mas que te permita sentir a vibração, a sintonia.
Talvez haja momentos em que o fio solte umas faíscas, mas quando a gente sabe que aquela conexão é importante e cheia de bem querer, não a perdemos. A gente não deixa o fio condutor se romper. A gente alimenta esta conexão com uma energia que se revigora de forma impressionante, justamente porque não depende de posse, de controle. E não tem gambiarra.

Precisamos de relações sem emendas e curtos-circuitos. Sem prisões, sofrimento, algema e tortura. Mas, relações com ligação direta, de coração para coração. Com fios nos conduzindo a um emaranhado de bons sentimentos, pureza de espírito e nobreza no trato. E que a gente não se desprenda, não porque não consegue sair, mas sim porque se comprometeu a ficar ali. Justamente porque estar neste emaranhado é bom e é ser livre.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

LEITURA - Deus é luz

LEITURA - Deus é luz

A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz, e não há nele nenhuma escuridão. Portanto, se dizemos que estamos unidos com Deus e ao mesmo tempo vivemos na escuridão, então estamos mentindo com palavras e ações. Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.
Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós. Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade. Se dizemos que não temos cometido pecados, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua mensagem não está em nós.

1João 1.5-10

LEITURA - A Palavra da vida

LEITURA - A Palavra da vida

Estamos escrevendo a vocês a respeito da Palavra da vida, que existiu desde a criação do mundo. Nós a ouvimos e com os nossos próprios olhos a vimos. De fato, nós a vimos, e as nossas mãos tocaram nela. Quando essa vida apareceu, nós a vimos. É por isso que agora falamos dela e anunciamos a vocês a vida eterna que estava com o Pai e que nos foi revelada. Contamos a vocês o que vimos e ouvimos para que vocês estejam unidos conosco, assim como nós estamos unidos com o Pai e com Jesus Cristo, o seu Filho. Escrevemos isso para que a nossa alegria seja completa.

1João 1.1-4

LEITURA - Não faça o que os maus fazem

LEITURA - Não faça o que os maus fazem

Não vá aonde vão os maus. Não siga o exemplo deles. Não faça o que eles fazem. Afaste-se do mal. Desvie-se dele e passe de lado. Os maus não podem dormir sem ter feito alguma coisa má; eles ficam acordados até conseguirem prejudicar alguém. Porque para eles a maldade e a violência são comida e bebida.
Provérbios 4.14-17

LEITURA - Coragem diante de Deus

LEITURA - Coragem diante de Deus

Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.
É assim, então, que saberemos que pertencemos à verdade de Deus e que o nosso coração se sente seguro na presença dele. Pois, se o nosso coração nos condena, sabemos que Deus é maior do que o nosso coração e conhece tudo. Portanto, meus queridos amigos, se o nosso coração não nos condena, temos coragem na presença de Deus. Recebemos dele tudo o que pedimos porque obedecemos aos seus mandamentos e fazemos o que agrada a ele. E o que ele manda é isto: que creiamos no seu Filho, Jesus Cristo, e que nos amemos uns aos outros, como Cristo nos mandou fazer. Quem obedece aos mandamentos de Deus vive unido com Deus, e Deus vive unido com ele. E, por causa do Espírito que ele nos deu, sabemos que Deus vive unido conosco.
1João 3.18-24