SELEÇÕES

OFERTAS FANTÁSTICAS

domingo, 30 de março de 2014

VIRTUDES - MAIS UMA NOITE

VIRTUDES

Mais uma noite

A noite parece interminável, enquanto o silêncio é fugidio.
Vozes e chamados. Suspiros e murmúrios.
Bips que recomeçam em luzes intermitentes.
Em alguns momentos, um vazio. Um aperto no peito. Um s
onho interrompido.
Do lado de dentro das portas entreabertas, gente lutando pela vida em suas agruras individuais e também coletivas. Gente que chora. Que grita. E que, por vezes, sorri.
No corredor, a madrugada chega em passos rápidos ou rodas pesadas de equipamentos enormes.
Por alguns momentos, nada se vê. Nada se ouve. Até tudo recomeçar no compasso vívido das sinfonias conhecidas.
Mais um dia.
Mais uma noite.

Insone.

leitura - vocês entenderam o que eu fiz?

TEOLOGIA
Leitura
Vocês entenderam o que eu fiz?
Depois de lavar os pés dos seus discípulos, Jesus vestiu de novo a capa, sentou-se outra vez à mesa e perguntou:
— Vocês entenderam o que eu fiz? Vocês me chamam de “Mestre” e de “Senhor” e têm razão, pois eu sou mesmo. Se eu, o Senhor e o Mestre, lavei os pés de vocês, então vocês devem lavar os pés uns dos outros. Pois eu dei o exemplo para que vocês façam o que eu fiz. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: o empregado não é mais importante do que o patrão, e o mensageiro não é mais importante do que aquele que o enviou. Já que vocês conhecem esta verdade, serão felizes se a praticarem.

João 13.12-17
VIRTUDES


Uma epidemia preocupante

O cabeleireiro parece um ser mágico, quase uma “catuaba capilar”. Faz algumas coisas que até Deus duvida. Arranja aqui e acolá e pronto: todo mundo sai de lá embelezado, com uma estima tão alta que quase bate nas nuvens. Tem uns tipos, entretanto, que fazem o contrário também. Lembro-me de uma mulher que cortou o meu cabelo e tingiu. Chorei três dias seguidos, porque ficou uma droga. A cor parecia água de salsicha com uma colher de molho de tomate. O corte, nem me atrevo a descrever. Ela cortou não só o meu cabelo, mas quase os meus pulsos. Tudo bem, cabelo cresce de novo. O problema é que demora um pouco e quando a gente coloca um negócio na cabeça, estes dos quais a gente não gosta, atormenta todos os dias.
Já que no salão de cabeleireiro se faz milagres, deveria existir um salão cerebral: a pessoa entra lá, ignorantona, e sai sábia. Mas, sai com uma sapiência não assim, de resolver aqueles problemas de matemática, mas de enxergar a vida de uma forma mais leve. Enxergar o outro de uma forma mais compreensiva. Enxergar a si mesmo com a compaixão de que devemos ter sempre quando erramos ou fazemos o outro sofrer.
Neste salão também teria de ter cirurgia de redução de ego. É, porque pelo amoooor, estamos padecendo de uma epidemia de ego inflado! Nunca se viu tanto ego gorducho andando por aí. Daqueles que nem cabem direito na pessoa: o ego chega primeiro em todo lugar. E é tão gigante que quase não dá espaço para os outros. Ele fura fila, desrespeita, faz propostas indecorosas, xinga no trânsito, se acha superior a tudo e a todos. 
E as pessoas de ego inflado, egoístas demais e “estrelas demais”, deveriam ir ao salão e marcar horário para a cirurgia “egoátrica”. Em alguns casos, era bom fazer uma dietinha primeiro. Talvez começando pela oração de São Francisco, sendo instrumento de paz: “Onde houver ódio, que eu leve o amor.” 
De repente, valeria também uma implantação de um chip “antiegocentrismo”. Um procedimento menos invasivo só para checar como o portador de ego inflado iria reagir para melhorar sua convivência com os demais.  
Mas, embora houvesse tudo isto estaríamos no mesmo dilema: tem gente que não enxerga o próprio ego inflado. Não entende por que as pessoas evitam contato ou porque não gostam muito das conversas, ou melhor, monólogos – quem tem ego inflado mal deixa o outro falar. Mas o “eu”, sozinho, não dá liga alguma. O pronome precisa de complemento. E isto não é bombinha para inflar: é ação, é verbo e uma dose de simancol. Porque na vida a gente precisa esvaziar-se para preencher-se de nobreza, sabedoria e amor. E é disto que o mundo (e a gente) precisa.


VIRTUDES - DESNUVIANDO

VIRTUDES

Desanuviando

O céu era uma paisagem diferente, enquanto as nuvens estavam de passagem.
E eu também.
Os pensamentos flutuavam como elas, entorpecidos pelo escuro.
Passavam como faíscas.
Por vezes queimavam, nos ardores que não se sabe explicar.
Por vezes, esfriavam nas expectativas infundadas.
Mas, algo se via. Se formava.
E ia embora com as preocupações.
Ocupações de um tempo que já tinha sido.
Mas desanuviou.
Tudo aquilo.
Serenou.

LEITURA - JESUS APONTA O TRAIDOR

TEOLOGIA
LEITURA
Jesus aponta o traidor
Depois de dizer isso, Jesus ficou muito aflito e declarou abertamente aos discípulos: — Eu afirmo a vocês que isto é verdade: um de vocês vai me trair. Então eles olharam uns para os outros, sem saber de quem ele estava falando. Ao lado de Jesus estava sentado um deles, a quem Jesus amava. Simão Pedro fez um sinal para ele e disse: — Pergunte de quem o Mestre está falando. Então aquele discípulo chegou mais perto de Jesus e perguntou: — Senhor, quem é ele? — É aquele a quem vou dar um pedaço de pão passado no molho! — respondeu Jesus. Em seguida pegou um pedaço de pão, passou no molho e deu a Judas, filho de Simão Iscariotes. E assim que Judas recebeu o pão, Satanás entrou nele. Então Jesus disse a Judas: — O que você vai fazer faça logo! Nenhum dos que estavam à mesa entendeu por que Jesus disse isso. Como era Judas que tomava conta da bolsa do dinheiro, alguns pensaram que Jesus tinha mandado que ele comprasse alguma coisa para a festa ou desse alguma ajuda aos pobres. Judas recebeu o pão e saiu logo. E era noite.

João 13.21-30

LEITURA - O NOVO MANDAMENTO

TEOLOGIA
Leitura
O novo mandamento
Quando Judas saiu, Jesus disse:
— Agora a natureza divina do Filho do Homem é revelada, e por meio dele é revelada também a natureza gloriosa de Deus. E, se por meio dele a natureza gloriosa de Deus for revelada, então Deus revelará em si mesmo a natureza divina do Filho do Homem. E Deus fará isso agora mesmo. Meus filhos, não vou ficar com vocês por muito tempo. Vocês vão me procurar, mas eu digo agora o que já disse aos líderes judeus: vocês não podem ir para onde eu vou. Eu lhes dou este novo mandamento: amem uns aos outros. Assim como eu os amei, amem também uns aos outros. Se tiverem amor uns pelos outros, todos saberão que vocês são meus discípulos.

João 13.31-35

Aline Barros - CASA DO PAI - Vídeo da LETRA Oficial HD MK Music (VideoLE...

quarta-feira, 26 de março de 2014

NOTÍCIA/APEOESP - Dia 28 de Março - Assembleia Estadual dos Professores com paralisação


http://www.apeoesp.org.br/sistema/img/popupassemb_13956828299434211002380.png
19 de Março 2014 - 17:35 Dia 28 de Março - Assembleia Estadual dos Professores com paralisação Assembleia Estadual dos Professores - Com paralisação Dia 28 de março, 14h, Praça da República, Participe! Por:
http://www.apeoesp.org.br/sistema/img/cartaz_assembleia_139526259222558964000.jpg http://www.apeoesp.org.br/noticias/noticias/dia-28-de-marco-assembleia-estadual-dos-professores-com-paralisacao-2/

CURSOS ONLINE


sábado, 22 de março de 2014

NOTÍCIAS - Nasa prevê colapso da humanidade nas próximas décadas

Notícia
Nasa prevê colapso da humanidade nas próximas décadas
A humanidade está na iminência de um colapso por conta da instabilidade econômica e do esgotamento dos recursos naturais. Essa foi a conclusão de um estudo financiado pela Nasa, a agência espacial norte-americana. Com o uso de modelos matemáticos a agência norte-americana previu o colapso do planeta Terra mesmo quando eram feitas estimativas otimistas, segundo o jornal britânico Independent.
Usando como modelo o colapso de antigas civilizações, como Roma, Gupta (indiana) e Han (chinesa), a Nasa concluiu que a elite da atual sociedade elevou o padrão de consumo a níveis preocupantes, disparando um alerta de colapso da nossa civilização baseada em cidades e na industrialização. "Esse ciclo de crescimento-colapso é recorrente na história da humanidade", explica o matemático Safa Motesharri.
Motesharri e sua equipe exploraram diversos fatores capazes de causar a extinção da sociedade, como as mudanças climáticas, o crescimento populacional, por exemplo. Os pesquisadores descobriram que a junção desses fatores, aliada à escassez de recursos e a divisão da sociedade entre elite e massas termina por destruir esse arranjo social. Assim aconteceu em todos os impérios da Antiguidade, explica o cientista.
Entretanto, o cientista não considera o fenômeno irreversível. Para evitar o colapso da sociedade, o cientista diz que será necessária uma ação das verdadeiras elites para restaurar o equilíbrio econômico e do uso dos recursos naturais - essa é a única maneira de deter o impacto da ação humana sobre o meio ambiente. E aí, você também acha que estamos a caminho de destruir nossa sociedade?
Charles Nisz | Vi na Internet – ter, 18 de mar de 2014
Foto: Wikipedia

http://br.noticias.yahoo.com/blogs/vi-na-internet/nasa-prev%C3%AA-colapso-da-humanidade-nas-pr%C3%B3ximas-d%C3%A9cadas-172411575.html

EDUCAÇÃO-NOTÍCIA - Ensino brasileiro tem déficit de 32,7 mil professores

Educação
Notícia
Ensino brasileiro tem déficit de 32,7 mil professores
Segundo  auditoria especial do Tribunal de Contas da União (TCU) o ensino médio brasileiro tem  um déficit de  32,7 mil professores. O problema é especialmente focado  na área de exatas, onde a carência é expressiva., com  mais de 9 mil docentes, apenas em Física. 
Entretanto, as redes têm 46 mil docentes sem formação específica, que poderiam ser capacitados, e 61 mil fora das salas de aula, cedidos para áreas administrativas. O estudo foi realizado pelos Tribunais de Contas de 24 Estados e do Distrito Federal.

Roraima e São Paulo, não aceitaram participar da auditoria. A análise afirma que o déficit de professores encontrado pode ser ainda maior uma vez que foram feitas algumas simplificações nos cálculos para evitar superdimensionamento - por exemplo, professores que dão aulas em duas disciplinas foram registrados como dois docentes. Importante ressaltar que  a apuração encontrou um número elevado de contratos temporários. 

Secom/CPP
http://www.cpp.org.br/index.php/noticias/item/1342-ensino-brasileiro-tem-deficit-de-32-7-mil-professores


segunda-feira, 10 de março de 2014

VIRTUDES - MELODIA

VIRTUDES

Melodia

E tudo vira melodia.
Melancolia.
Momentos serenos, alegria.
Coisas que não acabam.
Não mudam,
Não ultrapassam...
barreiras criadas para afugentar
Mas que também servem para criar.
Criaturas.
Juras.
De amor.

VIRTUDES - NO UM A UM

VIRTUDES

No um a um

A gente pode aprender um pouco mais sobre as coisas, deixando-se abrir para os lampejos de sabedoria, não com aquele afã momentâneo, mas com algo que é difícil: controlar a mente. Na semana passada acabei lendo uma frase que suscitou um rompante de transformação. Era algo assim: “Se não há ninguém gentil, seja você a pessoa gentil”, lembrando muito daquela outra “seja a mudança que você quer ver no mundo”.
Era sábado, tinha acordado cedo, animada para fazer tantas coisas e ser a pessoa ainda mais gentil do planeta, sem exigir que os outros tivessem que ser – embora devessem, é verdade! Mas a vida prega peças, o destino pode ser traiçoeiro e a mão de Deus chega para fazer valer qualquer desafio. 
O primeiro embate foi numa loja. Cedo tem menos gente, posso fazer tudo com calma, escolher, fazer contas, pensar no café quentinho de mais tarde ou o que quer que seja. Uhuu! E aí escolhi, pensei em tudo que pudesse, enquanto os poros exalavam gentileza, paz, amor, namastês.  Na hora de pagar.... Eis que a moça, que não era a do caixa e foi alçada para atender a única cliente – aquela coisa de só passar a porcaria do cartão (acho que estou ficando irritada! rs) – começou a ensaiar um chilique, bufou na maquininha e reclamou que não aguentava mais carregar peso e um blábláblá que poderia ter me causado uma úlcera. Puxa, ninguém merece gente mal educada e, de lambuja, mau humor! Mas, numa tentativa de blindagem automática, pensei: “Não vou deixar que isto acabe com meu dia”. E ela até me deu um “bom fim de semana” e arriscou um sorrisinho de“desculpaê”.
Continuei feliz e saltitante. Até que teve a parte 2. No caminho para o meu cafezinho, um carrão, destes de rico mesmo, apareceu na metade da outra pista, querendo cruzar a avenida, sem dar sinal, abaixar o vidro filmado no último e fazer um okzinho que fosse. Que folgado! Não vou deixar passar, não!! E não deixei mesmo. Alguém foi mais gentil que eu e o carrão ficou atrás de mim. Só que uns segundos depois, tive que frear bruscamente porque um cachorrinho foi para o meio da pista. O motorista deve ter ficado muito fulo, pensei, afinal, não dei passagem e agora vou freando do nada. Uns momentos depois, o carrão emparelhou. O motorista disse-me: “Ei, sua lanterna do freio, a da esquerda, tá queimada. Você vai pegar estrada, não vai? Então é bom arrumar, ainda mais agora no feriadão”. Dei um sorriso, agradeci gentilmente aquele senhor pelo aviso inesperado, peguei o meu queixo que tinha caído no pedal do freio e voltei ao foco de ser ainda mais gentil. Final: um para Deus e um para mim. E a gente aprende com o inesperado, com os freios da vida e nas ultrapassagens dos desafios.Porque nada é por acaso

LEITURA - O POVO PEDE UM REI

Teologia
LEITURA
O povo pede um rei
Quando Samuel ficou velho, pôs os seus filhos como juízes de Israel. O seu filho mais velho se chamava Joel, e o mais novo, Abias. Eles eram juízes na cidade de Berseba. Porém não seguiram o exemplo do pai. Estavam interessados somente em ganhar dinheiro, aceitavam dinheiro por fora e não decidiam os casos com justiça.
Então todos os líderes de Israel se reuniram e foram falar com Samuel, em Ramá. Eles disseram:
— Olhe! Você já está ficando velho, e os seus filhos não seguem o seu exemplo. Por isso, queremos que nos arranje um rei para nos governar, como acontece em outros países.
Samuel não gostou do pedido deles. Então orou a Deus, o SENHOR, e ele respondeu assim:
— Atenda o pedido do povo. Não é só você que eles rejeitaram; eles rejeitaram a mim como Rei. Desde que eu os trouxe do Egito, eles sempre me têm abandonado e têm adorado outros deuses. Agora estão fazendo com você o que sempre fizeram comigo. Portanto, atenda o pedido deles. Mas avise essa gente, explicando com toda a clareza como o rei vai tratá-los.
1Samuel 8.1-9
   




LEITURA - NÓS QUEREMOS UM REI

Teologia
LEITURA
Nós queremos um rei
Então Samuel explicou ao povo tudo o que o SENHOR lhe tinha dito. Ele disse:
— O rei os tratará assim: tomará os filhos de vocês para serem soldados; porá alguns para servirem nos seus carros de guerra, outros na cavalaria e outros para correrem adiante dos carros. Colocará alguns deles como oficiais encarregados de mil soldados, e outros encarregados de cinquenta. Os seus filhos terão de cultivar as terras dele, fazer as suas colheitas e fabricar as suas armas e equipamentos para os seus carros de guerra. As filhas de vocês terão de preparar os perfumes do rei e trabalhar como suas cozinheiras e padeiras. Ele tomará de vocês os melhores campos, plantações de uvas, bosques de oliveiras e dará tudo aos seus funcionários. Ficará com a décima parte dos cereais e das uvas, para dar aos funcionários da corte e aos outros funcionários. Tomará também os empregados de vocês, o melhor gado e os melhores jumentos, para trabalharem para ele. E ficará com a décima parte dos rebanhos de vocês. E vocês serão seus escravos. Quando isso acontecer, vocês chorarão amargamente por causa do rei que escolheram, porém o SENHOR Deus não ouvirá as suas queixas.
Mas o povo não se importou com o aviso de Samuel. Pelo contrário, eles disseram:
— Não adianta. Nós queremos um rei. Queremos ser como as outras nações: queremos ter um rei para nos governar, para nos dirigir na guerra e lutar em nossas batalhas.
Samuel ouviu o que eles disseram e então foi e contou tudo a Deus, o SENHOR. Ele respondeu:
— Faça o que eles querem. Dê a eles um rei.
Aí Samuel pediu a todos os homens de Israel que voltassem para casa.
1Samuel 8.10-22
   




VIRTUDES - IMPOSSÍVEL

VIRTUDES

Impossível

O possível é blindado de camadas impossíveis.
Não se mostra no todo.
Chega perto e passa.
Mas fica. Mesmo sem querer,
mas porque eu quis.
O impossível sorri. 
Tem voz suave.
Se traveste de possível.
Mesmo por um triz.
Só porque eu quis.
Abre possibilidades.
Que se esvaem.
Que confundem.
Contundem.
O músculo involuntário.
Solitário.
E cheio de impossibilidades.

LEITURA - SAUL SE ENCONTRA COM SAMUEL

Teologia
Leitura
Saul se encontra com Samuel
Havia um homem chamado Quis, que era da tribo de Benjamim. Ele era filho de Abiel, neto de Zeror, bisneto de Becorate e trineto de Afias. Quis era rico e importante. Tinha um filho jovem e bonito, chamado Saul. Não havia ninguém mais bonito do que ele entre todos os israelitas. Além disso era mais alto do que todos. Quando estava no meio do povo, ele aparecia dos ombros para cima.
E aconteceu que algumas jumentas que pertenciam a Quis, o pai de Saul, se perderam. Então ele disse a Saul:
— Filho, leve com você um dos nossos empregados e vá procurar as jumentas.
Eles foram por toda a região montanhosa de Efraim e pela terra de Salisa, porém não acharam as jumentas. Então procuraram na terra de Saalim, porém elas não estavam lá. Aí procuraram no território da tribo de Benjamim, mas também não as encontraram. Quando entraram na terra de Zufe, Saul disse ao empregado:
— Vamos voltar para casa; se não, em vez de se preocupar com as jumentas, o meu pai vai acabar se preocupando com a gente.
O empregado respondeu:
— Espere. Nesta cidade mora um homem santo que é muito respeitado porque tudo o que ele diz acontece. Vamos falar com ele. Talvez ele possa nos dizer onde podemos encontrar as jumentas.
Saul perguntou:
— Se formos lá, o que vamos levar para ele? Não há comida nas nossas sacolas, e não temos nada para lhe dar. Ou será que temos?
O empregado respondeu:
— Tenho uma pequena quantia de prata que posso dar a ele para que nos conte onde poderemos achar as jumentas.
— É uma boa ideia! — respondeu Saul. — Vamos.
Então eles foram à cidade onde o homem santo morava. Quando estavam subindo o morro para chegar à cidade, encontraram algumas moças que estavam saindo para tirar água. Eles perguntaram:
— O vidente está na cidade?
(Antigamente, quando alguém queria fazer uma pergunta a Deus, costumava dizer: “Vamos falar com o vidente.” Porque naquele tempo os profetas eram chamados de videntes.)
— Ele está, sim! — responderam elas. — Olhem! Ali vai ele, ali na frente. Andem depressa. Ele está entrando na cidade porque o povo vai oferecer hoje um sacrifício no altar do monte. Assim que entrarem na cidade, vocês o encontrarão antes que ele suba o monte para comer. O povo não começa a comer antes que ele chegue lá, pois primeiro ele tem de abençoar o sacrifício. Só depois é que os convidados podem comer. Subam lá agora e logo vocês o encontrarão.
1Samuel 9.1-13